GASTRONOMIA (próximo ingresso em 2021 - aguarde vestibular a partir de set/2020)

Titulação: Tecnólogo Duração: 30 meses Área de atuação: 9 - Outros Modalidade: PRESENCIAL
A gastronomia é uma das profissões que mais ganharam status e espaço no Brasil nos últimos anos. Indício disso é a grande quantidade de programas de culinária na TV e a valorização do crítico gastronômico. Mas o profissional dessa área tem responsabilidades que vão muito além do modismo – muitas delas sem glamour nenhum. Mais do que criar pratos com bela apresentação, o tecnólogo lida com temas como a segurança alimentar, o gerenciamento de funcionários e das finanças de um restaurante. 
 
Pode se especializar em confeitaria, panificação ou num tipo específico de culinária, como japonesa, francesa ou vegetariana. Além de acompanhar o dia a dia da cozinha, negocia com fornecedores e desenvolve estratégias de marketing. Planeja cardápios, avaliando a disponibilidade de ingredientes, e entende de bebidas. O campo de atuação é amplo: restaurantes, lanchonetes, bares, hotéis, bufês, hospitais e empresas de catering (que fornecem refeições para companhias aéreas ou eventos). Você pode ingressar na carreira com um curso superior de tecnologia na área.
 
Atuação:
Chef de cozinha
Planejar e preparar cardápios em restaurantes comerciais, industriais, hospitalares, bares e bufês.
Chef pâtissier
Especializar-se em confeitaria e panificação, na preparação de pratos decorados doces e salgados.
 
Personal chef
Atuar como chef de cozinha em residências particulares, na preparação de cardápios e receitas.
 
Consultoria
Prestar assessoria técnica para a abertura de restaurantes ou para propor melhorias em estabelecimentos já abertos, que pode ser desde uma alteração no layout da casa até a mudança de cardápios e fornecedores.
 
Segurança alimentar
Fazer vistoria em cozinhas industriais e restaurantes para verificar se as regras de segurança alimentar estão sendo cumpridas.
 
Desenvolvimento de Produtos
Criar e preparar pratos usando alimentos fornecidos por determinada indústria.
 
Gestão do Negócio
Administrar todo o funcionamento do restaurante, desde a contratação e treinamento de pessoal até os recursos financeiros e contato com clientes.
 

 * A grade com as disciplinas poderá ser alterada.

* Os valores estão com 50% de desconto. São válidos para pagamento em dia para todas as mensalidades do curso e para a matrícula. As rematrículas semestrais serão em valor integral.

Fase

Disciplina

CH Ementa
0

TOTAL

1660 TOTAL
0

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

150 ESTÁGIO SUPERVISIONADO
0

ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES

160 ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES
0

TOTAL GERAL

1960 TOTAL GERAL
1

Inglês Instrumental

40 Inglês Instrumental
1

Educação e Gestão Ambiental

40 Educação e Gestão Ambiental
1

Sociologia

20 Sociologia
1

Educação das Relações Étnico-Raciais e História Afro-Brasileira e Indígena

20 Educação das Relações Étnico-Raciais e História Afro-Brasileira e Indígena
1

Técnicas Culinárias I

60 Técnicas Culinárias I
1

História e Cultura em Gastronomia

40 História e Cultura em Gastronomia
1

Matérias Primas Alimentícias

20 Matérias Primas Alimentícias
1

Higiene em Serviços de Alimentação

40 Higiene em Serviços de Alimentação
1

Informática

20 Informática
1

Português

40 Português
2

Panificação

60 Panificação
2

Confeitaria

60 Confeitaria
2

Técnicas Culinárias II

60 Técnicas Culinárias II
2

Gestão de Recursos Humanos

40 Gestão de Recursos Humanos
2

Antropologia

20 Antropologia
2

Francês Instrumental

40 Francês Instrumental
2

Psicologia I

20 Psicologia I
2

Cultura e Patrimônio Histórico

20 Cultura e Patrimônio Histórico
2

CONCEPÇÕES E CONTEÚDOS DE LIBRAS

20 CONCEPÇÕES E CONTEÚDOS DE LIBRAS
3

EMPREENDEDORISMO

20 EMPREENDEDORISMO
3

ENOGASTRONOMIA

40 ENOGASTRONOMIA
3

Filosofia

20 Filosofia
3

ARTE E TÉCNICA DE SERVIÇOS GASTRONÔMICOS

40 ARTE E TÉCNICA DE SERVIÇOS GASTRONÔMICOS
3

COZINHA CLÁSSICA

60 COZINHA CLÁSSICA
3

COZINHA EUROPÉIA

60 COZINHA EUROPÉIA
3

COZINHA FRIA

40 COZINHA FRIA
3

COZINHA HOSPITALAR

40 COZINHA HOSPITALAR
3

EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

20 EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS
4

COZINHA BRASILEIRA

60 COZINHA BRASILEIRA
4

COZINHA DAS AMÉRICAS

60 COZINHA DAS AMÉRICAS
4

GESTÃO DE RESTAURANTES

60 GESTÃO DE RESTAURANTES
4

METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

20 METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA
4

PANIFICAÇÃO E CONFEITARIA AVANÇADAS

60 PANIFICAÇÃO E CONFEITARIA AVANÇADAS
4

TÓPICOS ESPECIAIS I

40 TÓPICOS ESPECIAIS I
4

ZITOGASTRONOMIA

40 ZITOGASTRONOMIA
5

Cozinha Contemporânea

40 Cozinha Contemporânea
5

Gestão de Marketing

40 Gestão de Marketing
5

Cozinha Asiática

60 Cozinha Asiática
5

Eventos Gastronômicos

40 Eventos Gastronômicos
5

Planejamento de Cardápios

40 Planejamento de Cardápios
5

Análise Sensorial e Desenvolvimento de Produto

40 Análise Sensorial e Desenvolvimento de Produto
5

Tópicos Especiais II

40 Tópicos Especiais II

Cursos de graduação é a terminologia usada para cursos de nível superior. Esse é o primeiro nível de ensino universitário, e assim que o aluno termina sua formação está habilitado para ser um profissional da área escolhida, como psicologia, nutrição ou matemática. Mas, é possível encontrar outras terminologias para se referir a graduação. Afinal, os cursos de graduação são divididos em: bacharelado, licenciatura e tecnologia. Sendo assim, um aluno formado pode ser chamado de graduado, ou ainda, bacharel, licenciado e tecnólogo (dependendo do formato do curso escolhido).

Muitas pessoas ficam na dúvida sobre qual a diferença entre bacharelado e licenciatura, mas a resposta é simples. Os dois formatos possuem a mesma base de ensino, mas se o aluno optar por licenciatura, terá sua grade curricular voltada para disciplinas de didática, psicologia e pedagogia. Ou seja, a licenciatura é voltada para quem tem interesse na docência, em ser professor. Sendo assim, o bacharel pode trabalhar em diversas frentes dentro da sua área, menos dando aula, tarefa que fica para o licenciado.

Mas, nada impede que um estudante curse licenciatura após o curso de bacharelado. Dessa forma, ele estaria habilitado para trabalhar em qualquer frente dentro da sua área. Se esse for o seu objetivo, é interessante conferir com a instituição de ensino, se há equivalência de matérias, pois, como a base de ensino dos cursos é a mesma, você não precisa repetir essas aulas. Assim, pode terminar a licenciatura de forma mais rápida.

Se você está na dúvida se investe em bacharelado ou licenciatura, vale lembrar que a segunda modalidade é voltada para profissionais que tenham interesse em dar aula. Dessa forma, além do conhecimento necessário para a formação na área, o estudando terá disciplinas voltadas a didática, por exemplo. Então, se o seu objetivo é se tornar um professor de um segmento específico, vale apostar na licenciatura. Caso contrário, o bacharelado é a melhor opção.

É normal ter dúvidas e perguntar para outras pessoas: “como você decidiu qual faculdade faria?”. Afinal, essa decisão é difícil e pode afetar toda a sua vida. Então, na hora de fazer a escolha, vale levar alguns pontos em consideração. O primeiro conselho é definir a área que você tem maior aptidão, com base no ensino médio. Por exemplo, se você sempre preferiu matemática e detestava português, procure por profissões dentro da área de exatas. Agora, se for ao contrário, a área de humanas pode ser uma boa opção.

Além de utilizar como base o seu conhecimento e aptidão mostrados no ensino médio, vale pesquisar bastante. Você deve procurar pelas possibilidades de atuação na profissão, como é o mercado de trabalho na área e até mesmo quais são os salários. É claro, não vale fazer a sua escolha apenas com base nos salários, até porque isso é muito subjetivo e depende do seu desempenho. Mas, se você pesquisar antes, não vai se surpreender negativamente depois de formado, por exemplo. Ter acesso a informação é importante para tomar qualquer decisão. Por isso, outra dica é visitar feiras de profissões. Assim, você conseguirá trocar experiências e tirar suas dúvidas com pessoas que estão estudando ou que já estão formadas em diversas áreas.

Muitas vezes, quando falamos sobre um profissional formado em Letras, as pessoas imaginam um professor de português ou língua estrangeira dando aulas em uma escola. Mas a atuação é muito mais ampla. Então, confira onde pode atuar um profissional de Letras:

- Tradução

Se a formação do profissional for na língua local e em uma língua estrangeira, ele estará habilitado para fazer a tradução de conteúdos.

- Revisão 

O profissional também pode optar por revisão de textos. E aqui entra diferentes formatos desde artigos e TCCs até campanhas publicitárias.

- Interpretação

Interpretação também é uma das opções do profissional de Letras. Ele pode fazer a tradução simultânea de reuniões ou até mesmo transmissão ao vivo, tanto para pessoas que não falam o mesmo idioma, quanto utilizando LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais).

- Redação

Como o profissional conhece as técnicas da língua e dos diferentes formatos de texto, ele se torna apto para trabalhar como redator. Ou seja, pode atuar em jornais, revistas ou agências de comunicação. É bom frisar, que pode ser necessário fazer outros cursos para criar novas habilidades para a função.